ABENC-BA

ABENC-BA

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

  • Decrease font size
  • Default font size
  • Increase font size
Tabela de Vistoria em Estádios de Futebol PDF Imprimir E-mail

OBSERVAÇÃO: Ver no final do texto abaixo gay mobile porn
os anexos contendo o teor da tabela de preços,  o Cadastro Nacional de Estádios de Futebol e as Portarias Nºs 124/09 e 08/10 do Ministério dos Esportes.

Esta última Portaria assegura ao profissional com atribuições legais para a elaboração de laudos de vistorias, mediante certidão do CREA, a capacidade de executar inspeções em estádios sem a obrigatoriedade de se inscrever previamente em qualquer cadastro.

I – Pressupostos da tabela

  • Os serviços de vistorias em estádios de futebol serão prestados por profissionais com experiência na atividade de vistorias e perícias de engenharia que exigem conhecimentos específicos obteníveis em cursos extracurriculares e treinamentos especializados, além da utilização de equipamentos e recursos tecnológicos ( máquinas fotográficas, instrumentos de medições, programas específicos de computador, etc).
  • Os estádios não apresentam uma tipologia homogênea exigindo, portanto, que para cada um sejam dedicados tempo e atenções compatíveis com seu tipo, equipamentos instalados, localização e estado de conservação, independentemente de sua capacidade de público.
  • O proprietário ou administrador do estádio é possuidor das informações e documentações necessárias à aplicação desta tabela de preços unitários, tais como capacidade de público, áreas de construção, projetos arquitetônico e de engenharia (estrutural, instalações e de segurança), licenças, documentação de posse ou de propriedade, contratos de aluguel ou de arrendamento, etc.
  • O proprietário fornecerá os quantitativos necessários à elaboração das propostas de vistorias com base nesta tabela de preços unitários.
  • O proponente do serviço é conhecedor das características do projeto arquitetônico e construtivas do estádio a ser vistoriado, condições de acesso ao mesmo, seu estado de conservação e demais informações necessárias à elaboração da proposta.
  • O proponente do serviço é concordante com os quantitativos informados pelo solicitante da proposta - proprietário ou administrador do estádio.
  • O proponente e o solicitante das propostas são conhecedores dos termos da Portaria nº 124, de 17 de julho de 2009, do Ministério dos Esportes e das normas e documentos nela citados principalmente no que diz respeito às verificações que devem ser obedecidas na vistoria e às informações que devem constar no laudo.
  • O Laudo de Vistoria de Engenharia deverá observar as condições técnicas, de uso, de  operação  e  de  manutenção  à  data  e  hora  da  vistoria.  Não  contempla  ou considera outros aspectos do uso e operação em dia de jogo, bem como eventuais adequações  provisórias,  dentre  outras  situações  que  comprometam  as características técnicas dos sistemas e elementos inspecionados.
  • Recomenda-se  equipe  multidisciplinar  mínima,  formada  por  Engenheiro Civil  ou Arquiteto e Engenheiro Eletricista, com formação profissional plena e comprovada mediante  a  apresentação  de  Acervo  Técnico  registrado  pelo  Sistema  CONFEA/CREA.
  • A denominada  vistoria  de engenharia,  conforme dispõe o Art 2º, § 1º,  item  II do Decreto Federal Nº 6.795, é caracterizada pela inspeção predial que contempla um diagnóstico geral sobre o estádio, com a  identificação de  falhas e anomalias dos sistemas construtivos listados neste documento, classificações quanto à criticidade dessas deficiências e à urgência de reparos, recuperações, reformas, medidas de manutenção  preventivas  e  corretivas,  dentre  outras  orientações  técnicas saneadoras.
  •  Os preços unitários estão expressos em quantidade de horas-técnicas para permitir que a tabela mantenha-se permanentemente atualizada. Recomenda-se a adoção da composição utilizada nesta tabela para determinação do valor da hora-técnica, relacionando-o com o valor do salário mínimo, para fins de uniformidade de procedimentos.
  • Os preços unitários são considerados como valores médios de uma faixa com uma variação máxima de 5% (cinco por cento) para mais ou  para menos.

Voltar

 

Apoio

Parceiros

logofebrae
 Santa Clara Engenharia
LOGO POLI 
   Logo-MAAC-red
engetop1 0